Plataforma X Marketplace: Como escolher a forma ideal para vender online?

Marketplace-plataforma

Já se foi o tempo em que, para vender, era necessário atrair pessoas até a loja física, ou buscar vendas de porta em porta. Atualmente, percebe-se um aumento significativo no número de empresas que optam por vender produtos de forma virtual, visto que alcança uma porcentagem maior de possíveis compradores.

Mas, para vender desta forma, é preciso criar um site, né? Não necessariamente.

Existem duas maneiras que são mais eficazes na venda através da internet: utilizando plataformas ou marketplaces. Neste post você vai poder verificar as diferenças entre estas duas formas de venda online, o que vai facilitar na hora de decidir qual poderá suprir as necessidades de sua empresa.

Plataforma

A plataforma para e-commerce é uma forma de criar uma loja virtual, que servirá de vitrine para seus consumidores. Você poderá cadastrar seus produtos e vender da forma que preferir. A loja é sua!

Para utilizar, é preciso contratar uma plataforma (escolha a que melhor supre as necessidades da empresa), um domínio e criar um site, além de precisar contratar um serviço para a segurança dos dados dos clientes.

A visibilidade de um site é reflexo da quantidade de campanhas que serão feitas para sua promoção, afinal a concorrência é grande e o número de lojas aumenta diariamente.

No caso das plataformas, não será cobrado nenhum valor referente a comissão para as vendas, visto que é uma loja própria.

O Tiny conta com diversas plataformas para integração direta, ou seja, basta contratar a mesma, efetuar as configurações de integração e começar a utilizar.

Para as plataformas que não temos integração, será possível trabalhar em cima de nossa API aberta para desenvolvedores.

Marketplace

Os Marketplaces são uma espécie de shopping online, onde diversas lojas anunciam seus produtos. Este shopping já está pronto para ser usado, não é necessário contratar sistemas de segurança e nem criar um site.

Nesta modalidade de venda online, a visibilidade do produto anunciado se torna maior, principalmente por serem lojas conhecidas, como Walmart e Submarino, por exemplo. Para este, a concorrência também aumenta, o que pode  desencadear uma grande batalha de preços.

Nos marketplaces, para cada venda, uma parte do valor vendido é direcionado ao comissionamento por venda.

Para utilizar os marketplaces, é necessário a contratação de um Hub, que possibilitará esta integração.

HUB

Os Hubs são conectores, responsáveis por permitir a conexão de um marketplace ou plataforma com um ERP quando não há integração direta. Eles são a forma de comunicação entre dois sistemas distintos.

A B2W possui um Hub oficial de integração, que é a Skyhub. Quando a integração for Tiny > Skyhub > B2W, a Skyhub não tem custo.

A Magazineluiza também possui seu Hub oficial, que é a Integracommerce.

Conclusão

Comparando a plataforma com o marketplace, podemos pensar da seguinte forma:

A plataforma é uma loja na rua. O marketplace é um shopping, onde sua loja está anunciando.

Verifique as opções de plataformas, marketplaces e hubs, pois eles contam com recursos diferentes, que podem impactar no resultado de suas vendas, tanto positivo quando negativamente.

Esteja aberto a todas as possibilidades de integração. Estude cada uma delas e garanta que estará adquirindo a melhor opção para suas vendas online.

 

Sobre Daniela Borsoi

Estudante de Publicidade e Propaganda. Adora comunicação. Ama assistir séries e filmes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s