Bem-vindo ao blog do Tiny

Conheça os tipos de plataforma de e-commerce para o seu negócio e seus benefícios

Conheça os tipos de plataforma de e-commerce para o seu negócio e seus benefícios

08.03.2021 por Gustavo Perina em E-Commerce

Conheça quais são os tipos de plataformas de e-commerce para você criar seu site, vender online e expandir seu negócio.

A pandemia de coronavírus, que impulsionou diversas mudanças no mercado e no comportamento do consumidor, contribuiu também para um crescimento considerável no número de empresários que passaram a vender pela internet. Para se ter ideia, segundo o relatório Webshoppers, desenvolvido pela Ebit/Nielsen, no primeiro semestre de 2020 houve uma alta de 47% no número de e-commerces em relação ao ano anterior. É considerada a maior delas em 20 anos.

Os motivos para esse crescimento são diversos. Para começar, muitos precisaram migrar a operação física para o ambiente online, já que os clientes passaram a fazer mais compras pela internet. Outra razão são os custos com pontos de venda físicos, os quais podem ter se tornado inviáveis. Além disso, a transformação digital já vinha alterando a forma como os clientes se relacionam com as marcas, fazendo com que as mesmas precisem, cada vez mais, estarem presentes virtualmente.

Esse processo de vendas online pode ser feito de diferentes formas, como por exemplo, através de uma loja virtual, de marketplaces, de redes sociais ou WhatsApp. Para quem está iniciando na área, tão importante quanto conhecer esses canais é compreender qual a melhor plataforma de e-commerce para cada caso. Afinal, esses sistemas são responsáveis por tornar  a compra dos clientes satisfatória, facilitada e cômoda, bem como ajudam na gestão de uma loja virtual.

Quer saber quais delas são mais indicadas para o seu caso? Então acompanhe o nosso post!

Tipos de plataforma de e-commerce

Sabendo da necessidade dos empreendedores em escolherem a melhor plataforma de e-commerce para o seu negócio, listamos os principais tipos. Vale frisar que não existe uma unanimidade sobre a indicação de cada um deles, pois isso depende do perfil e objetivos das lojas virtuais. Veja mais detalhes:

Plataforma Open Source

O conceito de Open Source surgiu como uma alternativa à indústria de softwares, tendo como base um modelo colaborativo de produção intelectual. Também denominado de código aberto, diz respeito a um código-fonte, normalmente gratuito, que admite variadas personalizações.

Quando se trata de um e-commerce, o lojista pode realizar alterações relacionadas às funcionalidades e layouts através de plugins, tornando o ambiente o mais adequado possível aos seus propósitos.

Para os empreendedores, adotar esse tipo de plataforma de e-commerce é uma boa solução quando o orçamento é limitado ou quando os softwares pagos oferecem poucos recursos, prejudicando o desempenho da loja virtual.

Apesar de serem gratuitas,  essas plataformas Open Source precisam ter um administrador com conhecimentos de programação, pois também necessitam de cuidados técnicos  relacionados ao desenvolvimento e manutenção. Portanto, é indispensável o auxílio permanente de profissionais de TI.

Plataforma Proprietária

As plataformas de e-commerce Proprietárias também se utilizam de um código-fonte, porém, para ter acesso a ele, é preciso comprar da empresa ou profissional de tecnologia que o criou. Além disso, os pagamentos devem ser feitos anualmente para a manutenção da plataforma de e-commerce.

Nesse caso, a implantação e criação de layout fica totalmente a cargo do lojista, permitindo customização, a qual, em alguns casos, deve ser aprovada pelos proprietários da plataforma. Outra similaridade com o formato Open Source é que requer o apoio de colaboradores especializados.

Plataforma SaaS

As plataformas de e-commerce do tipo SaaS estão entre as mais utilizadas pelos empreendedores do setor. Nesse modelo, o sistema é disponibilizado na nuvem, fazendo com que os administradores tenham acesso de qualquer lugar e a qualquer momento, desde que estejam conectados à internet.

Na prática, são desenvolvidas ferramentas personalizáveis, as quais são disponibilizadas com base no pagamento de mensalidades. Em alguns casos, a plataforma requer também uma taxa de participação sobre as vendas.

Entre as vantagens desse tipo de plataforma de e-commerce estão o menor custo, as diversas possibilidades de customização, as atualizações automáticas e periódicas e a rapidez na implantação. Vale frisar que todas as questões técnicas ficam a cargo dos desenvolvedores, os quais oferecem equipes de suporte e soluções de problemas.

Isso significa que o empreendedor não precisa contratar profissionais de TI ou se preocupar com questões burocráticas, deixando isso na mão de parceiros que estão sempre pensando em otimizações.

Escolha a plataforma ideal para sua loja

Além de avaliar os modelos de plataformas de e-commerce, é importante verificar pontos como recursos, integrações, modelos de checkout, valores, atendimento, entre outros.

O melhor tipo de plataforma sempre será aquele que atende as necessidades do lojista e traz os resultados esperados.A Webstore é uma plataforma do tipo SaaS que oferece mais de 300 funcionalidades, as quais atendem e-commerces de todos os portes e setores. Para saber mais, entre em contato com um de nossos consultores e comece a sua loja virtual.

Conheça a parceria entre Tiny ERP e Webstore