Bem-vindo ao blog do Tiny

O que é payback e como calcular na sua empresa

O que é payback e como calcular na sua empresa

04.03.2020 por Daniela Borsoi em Emprendedorismo

Entender o que é payback e como é feito o cálculo em sua empresa é uma boa estratégia para programar seus projetos de forma assertiva.

Ao criar um projeto, seja uma nova empresa ou ampliar uma frente de negócios, você precisa ter, além do sonho de concretizar esse projeto, algumas informações financeiras que te ajudarão a identificar se este investimento trará retorno.

Uma das grandes perguntas é se ele trará lucro e para isso deve entender em quanto tempo terá o retorno do seu investimento. Esse conceito de tempo que um investimento demora para “voltar” é o você vai entender neste texto.

O que é payback?

O payback corresponde ao indicador de tempo em que o valor investido retornará para a empresa. Seu uso pode ir além da área financeira, sendo também utilizado por empreendedores, analistas e profissionais que desejam fazer um análise dos seus investimentos.

Existem 2 tipos de payback, o simples e o descontado:

  • Payback simples: é o modelo mais comum, em que utiliza informações do fluxo de caixa para o cálculo;
  • Payback descontado: apresenta uma taxa de desconto anual, como a TMA (Taxa Mínima de Atratividade, uma taxa de juros que considera o mínimo em ganhos que um investidor pretende ter ao fazer um investimento).

É importante ser realista e entender que podem existir perdas, já que inadimplências e atrasos de clientes, bem como problemas relacionados à gestão do negócio podem fazer com que os resultados sejam diferentes dos esperados.

Uma dica para que o cálculo de payback seja feito de maneira correta é ter um bom controle das contas a pagar, a receber e visão do fluxo de caixa, visto que o payback é diretamente ligado ao financeiro da empresa.

Como calcular o payback?

O cálculo do payback simples utilizará informações contidas no fluxo de caixa. Para realizá-lo, é preciso dividir o valor do investimento inicial pelo saldo médio do fluxo de caixa. Confira, a seguir, um exemplo prático.

Suponhamos que você tenha feito um investimento de R$ 35.000 e que, nos últimos 12 meses, o seu fluxo de caixa fique na média de R$ 5.000 por mês. Para saber qual será o seu payback, divida 35.000/5.000, encontrando o valor de 7, que será o número de meses até conseguir reaver o valor injetado no começo.

Para calcular a versão descontada do payback, é preciso saber, além do valor do fluxo de caixa, qual será o desconto aplicado a esse valor, sendo geralmente o resultado de custo médio.

A base do cálculo do payback descontado é a mesma do simples, só que os fluxos terão data zero.

Após isso, é feito o cálculo do payback (investimento inicial dividido pelo fluxo de caixa), e então calcular os juros compostos por meio da conta a seguir.

FV = PV . (1 + i)n, sendo que:

PV: valor descontado
FV: valor futuro
i: taxa de desconto
n: número de períodos

Utilizando o nosso exemplo, a resolução aconteceria da seguinte forma.

Divide-se o valor de retorno (5.000) sobre a taxa de desconto +1 (0.10) elevado ao número de períodos (1), obtendo-se o resultado aproximado de 4545,45 reais.

PV: 5.000/(1+0,10)¹ = 4545,45 reais

Independentemente de os resultados serem positivos ou negativos, é importante que se faça um acompanhamento periódico do fluxo de caixa, que permitirá encontrar possíveis riscos ou fazer previsões mais certeiras sobre o retorno do investimento feito.

Quais são as vantagens de acompanhar o payback?

Uma das principais vantagens do payback é ele ter o cálculo simples, permitindo que até mesmo empreendedores que não estejam tão familiarizados com cálculos possam descobrir quando poderão reaver os valores investidos.

Além disso, é fácil aplicar e já é possível analisar o payback com um fluxo de caixa de 6 ou 12 meses da empresa. Ele também pode ser utilizado na qualificação e análise dos projetos, tanto novos quando dos projetos de melhorias e mudanças internas, permitindo priorizar e focas nas ideias com maior potencial de retorno (em tempo e valor).

O payback é uma ótima forma de ter conhecimento sobre o seu próprio negócio, o que trará benefícios não só para a coleta de informações importantes, mas também para a própria organização da empresa.

O resultado do payback poderá trazer mais segurança sobre a solidez do seu negócio para que a tomada de decisões para futuros investimentos, por exemplo, seja segura.

Conclusão

Ao entender o que é payback, como calculá-lo e quais a suas vantagens, você terá uma empresa mais organizada financeiramente, além de conseguir fazer uma melhor análise sobre quais investimentos realmente valem a pena para o desenvolvimento do seu negócio e quais precisam ainda ser adaptados para a sua realidade financeira.

É importante adotar estes cálculos como estratégia para que você consiga basear os seus novos projetos em uma progressão plausível e segura.