Bem vindo ao blog do Tiny

6 tendências para o varejo que você precisa conhecer

6 tendências para o varejo que você precisa conhecer

14.11.2019 por Laika em Emprendedorismo

A tecnologia é uma grande aliada para o crescimento do varejo. Conheça algumas tendências para o varejo e entenda de que forma pode utilizá-las para fazer sua empresa crescer.

O varejo está em constante transformação devido a tecnologia. A figura do empreendedor, neste cenário, precisa buscar formas de inovar nas suas práticas e garantir o seu espaço no mercado. Entender as principais tendências para o varejo é parte fundamental dessa tarefa.

A transição para o mundo virtual é uma realidade responsável por boa parte das mudanças que vemos no comércio. A mentalidade dos consumidores, com o desenvolvimento das experiências de compra, já não é a mesma e tende a mudar nos próximos anos, o que exige um novo olhar sobre o varejo.

A seguir, entenda melhor essa evolução. Aprenda mais sobre o que as empresas estão fazendo para manter a competitividade no varejo, a partir das principais promessas para este segmento.

1. Integração do físico com o virtual

A tendência para os próximos anos é uma aproximação entre o e-commerce e o canal de venda físico. Isso não significa que a loja física deixará de existir, mas sim que se reinventará em função de uma melhor experiência de compra para os clientes.

É comum que a jornada de compra se inicie em um smartphone e se concretize no espaço físico da loja. No e-commerce, o cliente pode pesquisar o produto a qualquer momento do dia e verificar a sua disponibilidade. Enquanto na loja física, conta com a vantagem de sanar dúvidas e ter contato físico com o item antes de comprá-lo.

Empresas que também disponibilizam a opção de retirada de produtos comprados online diretamente na loja física aumentam a rapidez da entrega e garantem a satisfação dos clientes. Isso fortalece o laço entre empresa e compradores. É o que chamamos de empresa omnichannel.

Além disso, a integração do físico com o virtual reduz uma série de custos para a empresa que investe nessa tendência. Na prática, isso fica evidente ao otimizar o espaço de estoque e enxugar a equipe de trabalho, por exemplo.

Trata-se de um investimento que moderniza os processos internos da empresa e tende a aumentar a sua lucratividade.

2. Redes Sociais

Dentre as tendências para o varejo estão as redes sociais. Quando bem utilizadas, essas plataformas servem como maneiras de quebrar a relação estritamente comercial entre empresas e clientes, possibilitando uma abordagem mais leve e pessoal.

Muitas empresas contam com um perfil no Facebook, mas poucas procuram explorar, com uma visão empreendedora, as ferramentas presentes nessa e em outras redes. Cada uma apresenta uma certa finalidade e exige estratégias diferenciadas.

O foco em cada uma delas pode ser distinto entre as empresas, tendo em vista que os interesses do público-alvo variam de uma para outra.

3. Uso de Chatbots

Com a distinção menor entre o físico e o virtual, a tendência é que os chatbots façam parte do cotidiano do varejo. Não só eles, mas a inserção da Inteligência Artificial neste segmento permitirá que dados sejam transformados em estratégias de venda. O chatbot desempenha papel importante nessa evolução.

Essa ferramenta pode ser utilizada para diversos fins, como sanar dúvidas, captar informações ou conduzir o visitante pela jornada de compra. Tudo depende dos objetivos definidos pela empresa com a tecnologia.

Como podem substituir até certo nível o contato humano, os chatbots podem auxiliar a garantir a boa experiência de compra do cliente a qualquer momento do dia. Vale ressaltar que diversas redes sociais já permitem que empresas utilizem um bot no espaço do chat, como o chatbot no Facebook.

4. Segmentação da base de clientes

Conhecer profundamente o seu produto e os seus clientes permitirá que as ofertas sejam mais direcionadas e otimizem o número de compras efetivadas. Isso é fundamental em um cenário em que as facilidades proporcionadas pela internet seguem despertando novas necessidades e criando novos nichos de mercado.

Existem inúmeras ferramentas online usadas para gerenciar o relacionamento com os clientes e garantir que eles tenham contanto com os produtos e ofertas mais adequados da sua empresa.

Personalizar a experiência de compra é uma das características fundamentais de marcas de sucesso em diversos segmentos. Por isso, vale a pena ficar de olho nessa tendência para o varejo.

5. Soluções de big data

O crescente número de dados relacionados a hábitos pessoais e os insights gerados a partir disso estão mudando a maneira como as empresas lidam com as informações.

Trata-se de um conceito aplicado em diversos segmentos, como bancos, instituições de educação e até as esferas do poder público, na gestão de serviços fundamentais para a sociedade.

No varejo, as soluções de big data também se fazem presentes. Afinal, os varejistas precisam entender a melhor maneira de abordar os clientes, efetuar transações e construir relacionamentos que gerem novas vendas.

6. Sistema Integrado de Gestão

Gestão financeira, controle de estoque, gerenciamento de vendas e diversas outras atividades precisam ser feitas para manter a empresa organizada. Há vezes em que é quase impossível encontrar soluções particulares para cada uma.

É para centralizar o controle desses processos que existe o Sistema Integrado de Gestão, mais conhecido pela sigla ERP (Enterprise Resource Planning). Trata-se de uma maneira fácil de acompanhar despesas, fluxos de caixa, contas a pagar e outras preocupações por meio da tecnologia.

Um software de qualidade para a gestão procura entender as necessidades da empresa, além disso, se adapta para oferecer sempre os melhores recursos.

Acompanhar as tendências para o varejo é um passo importante, mas não é a única preocupação em um segmento tão significativo para a sociedade.

O blog do Tiny traz sugestões e práticas que fazem a diferença no cotidiano de um varejista. Portanto, fique de olho e não perca essa oportunidade de aprender mais.

Gostou de conhecer as tendências para o varejo? Quais você já utiliza em seu negócio?