Bem-vindo ao blog do Tiny

Gestão de frete: entenda sua importância e como otimizá-la

Gestão de frete: entenda sua importância e como otimizá-la

01.03.2021 por Laika em Logística

Cuidar do frete é uma rotina essencial no e-commerce. Entenda mais sobre sua importância e impacto nos negócios.

Todas as ações que visam otimizar o armazenamento, a circulação e a distribuição de mercadorias fazem parte do que é chamado de gestão de frete. Quem administra bem estes fluxos consegue oferecer prazos de entrega menores e com melhor custo, aumentando a satisfação dos clientes e trazendo novas vendas para a loja virtual.

Atuar no ecossistema de e-commerce envolve diversas variáveis e, dentre elas, a alta concorrência. Por isso, ter uma gestão de frete bem resolvida é fundamental para ser mais competitivo. Veja, a seguir, como organizar melhor o frete em seu negócio. Boa leitura.

Qual a importância da gestão de frete?

Vender online significa lidar com as expectativas dos clientes. Diferentemente do que acontece com uma venda pessoal, no e-commerce, o recebimento da mercadoria ocorre algum tempo após a compra. A gestão do fluxo de compra e de todos os processos que levam à chegada do produto às mãos do consumidor será fundamental para a percepção de qualidade dos serviços e avaliações positivas da sua loja.

Um levantamento da Opinion Box aponta que 84% dos consumidores já desistiram de uma compra em razão dos comentários negativos. Mesmo com uma loja bem estruturada e com bom atendimento, o atraso na entrega pode gerar problemas com a reputação.

As avaliações negativas poderão impactar as taxas de conversão. Para reduzir a insatisfação dos consumidores, o vendedor precisa informar estimativas realistas do prazo de entrega e ainda cumprir com o prometido. Ao adotar boas práticas de gestão de frete, o vendedor assume o controle de todo o fluxo e reduz as chances de falhas e atrasos.

Outro ponto importante da gestão de frete é em relação ao custo das operações logísticas, para que sempre sejam escolhidas as opções com o melhor custo-benefício, tanto para o cliente, quanto para a empresa.

Como fazer a gestão de frete?

Criar uma rotina de trabalho que inclua a gestão de frete nas prioridades da administração do e-commerce é importante para otimizar o processo e evitar problemas, como atrasos na entrega ou quebra de estoque. Veja como isso pode ser feito.

Ofereça alternativas de entrega

Centralizar sua operação em uma única modalidade de entrega pode parecer mais simples pela comodidade, mas há um grande potencial para problemas. Se você utilizar um modal único de transporte em seu negócio, como os Correios, por exemplo, enfrentará atrasos significativos em todas as suas entregas se houver uma greve. Essa não é uma situação desconhecida do público, e os clientes vão evitar comprar se a única opção de frete oferecida enfrenta problemas.

Por isso, conte com mais de uma opção de entrega em sua loja virtual. Manter mais de uma opção de agente logístico evita que sua empresa fique refém das circunstâncias. Com isso, você mantém suas vendas mesmo quando há problemas em um dos fornecedores.

Uso de tabelas de frete

O preço do frete é composto por diversas variáveis:

  • características do produto: tipo de transporte necessário para o produto, dimensões e embalagem;
  • trajeto: distância e modais de transporte utilizados;
  • prazo: modalidades de transporte mais ágeis custam mais caro.

Quem trabalha com transportadoras, marketplaces ou com os Correios receberá as informações para indicar aos clientes quais são as tabelas de frete aplicáveis em cada situação. Caso exista, também, uma entrega feita por conta do vendedor, usando equipe e frota interna, é importante considerar todos os custos e as variáveis da entrega para criar uma precificação que não traga prejuízos ao negócio.

Você pode fazer as cotações e obter detalhes sobre as tabelas de frete de cada empresa diretamente com elas. A maioria oferece calculadoras em seus sites, como acontece, por exemplo, nos Correios. Para quem quer otimizar o trabalho de comparação de valores, prazos e modalidades de transporte, usar serviços que agregam várias opções, como o Melhor Envio, é uma boa alternativa.

Contratação de fulfillment

Para organizar e agilizar a gestão da logística do e-commerce, muitas empresas têm adotado serviços de fulfillment. Trata-se de um centro de distribuição externo, que cuida de toda a parte de estoque e frete, para que sua empresa não precise se preocupar.

Por exemplo: Uma empresa do Ceará tem um centro de distribuição em São Paulo. Isso faz com que as entregas sejam mais rápidas e baratas para algumas regiões do país, devido a proximidade. Com um serviço de fulfillment, você consegue manter uma loja virtual sem estoque.

As empresas de fulfillment estão preparadas para atuar desde o estoque até o envio das mercadorias. O serviço inclui:

  • receber os produtos do lojista diretamente do fornecedor, conferir e cadastrar no estoque;
  • separação e embalagem dos pedidos recebidos;
  • emissão de documentos para transporte;
  • postagem ou entrega para a transportadora.

Você pode pesquisar por empresas que realizam fulfillment de toda a operação de sua loja virtual ou usar serviços disponíveis em marketplaces. Nessa opção, quando o cliente fizer a compra, o marketplace ficará responsável pela preparação e envio do pedido. Alguns exemplos de marketplaces que têm serviço de fulfillment são o Mercado Envios Full, Magalu Marketplace e B2W.

Como se preparar para oferecer frete grátis?

Um levantamento feito pelo portal Reclame Aqui apontou que 64% dos consumidores que desistem de uma compra online fazem isso devido ao frete. Por isso, quem oferece frete grátis tem mais chances de conversão.

O frete grátis não quer dizer que a entrega será feita sem custo, mas sim, que o consumidor não fará o pagamento do valor referente a entrega de forma destacada no seu carrinho de compras. Para que a oferta do frete grátis não cause problemas financeiros em seu negócio, é importante se organizar para incorporar esse custo à operação.

Desse modo, considere os seguintes passos:

  • faça um levantamento de ticket médio dos consumidores para identificar qual é a média de consumo em uma mesma compra. Se a média é de R$ 100, você pode oferecer frete grátis acima de R$ 130 para estimular a compra de mais produtos;
  • reveja o preço de seus produtos, considerando a implementação do frete grátis como parte do custo operacional;
  • incorpore o frete grátis como estratégia de atração e fidelização de clientes, utilizando uma parte do orçamento para campanhas promocionais objetivando cobrir o custo operacional.

Conclusão

A gestão de frete é importante para garantir a lucratividade do negócio, para aumentar o volume de vendas e a satisfação dos clientes.

Adotar o frete grátis requer um planejamento detalhado, mas é uma iniciativa interessante para reduzir as objeções dos consumidores e melhorar as taxas de conversão.

Fazer a organização da gestão de frete prepara o e-commerce para se tornar mais competitivo usando o frete grátis como ferramenta para ações promocionais, de conversão e de fidelização.