“É gratificante perceber a evolução em meio ao caos”

Priscila Cortez, Sócia e fundadora da Maria Tangerina

Narração por Mariana Teixeira da Rosa, da Tiny

“Me manter dentro do meu propósito como empreendedora foi uma forma de inspirar outras pessoas a não largarem seus negócios”

A Maria Tangerina nasceu em 2013 com o sonho da Priscila em atender um mercado carente por bolsas veganas e versáteis. Em um e-commerce próprio, mas com planos para expandir os canais de venda muito em breve, a Maria Tangerina aposta nas relações verdadeiras com as pessoas e na proximidade com seu público.


“No final de 2019 planejamos diversas estratégias para o crescimento da marca e contratamos duas pessoas para trabalhar na empresa. Estávamos apostando muitas fichas em 2020, mas a pandemia foi um banho de água fria. Por um momento, achei que seria um ano totalmente estagnado, sem evoluções. Mas não achei que a empresa ia fechar, pois acredito muito no nosso trabalho. No início da pandemia, ficamos um mês sem enviar pedidos por medida de segurança. Como paramos de receber, analisamos quais contas deveriam ser pagas primeiramente, então, foi um período para negociar com fornecedores, e priorizar salários e os ateliês menores. 

Durante o ano, passamos por vários problemas com fluxo de caixa, falta de matéria-prima e estoque. Mas queríamos dar a volta por cima e por isso pensamos em algumas ações para colocar em prática. Uma delas foi a campanha de transparência. Detalhamos os custos envolvidos na produção das bolsas e fizemos uma promoção inédita no site, abrindo mão do lucro para ganhar fluxo de caixa. Nosso objetivo foi conseguir receita para manter nossos colaboradores e todos os profissionais que estão conectados com a Maria Tangerina. Depois desta campanha, ficamos praticamente sem estoque, o que foi um momento difícil. Precisávamos novamente de dinheiro no caixa para repor o estoque.

Então, outra ação que fizemos foi a criação de um brechó, que tem tudo a ver com o propósito sustentável da empresa. As pessoas nos enviaram as suas peças usadas da Maria Tangerina em troca de desconto no site e nós reformamos cada peça para revender. Foi super legal, e a venda desses produtos acabou rendendo um bom caixa para ficarmos mais tranquilas. Me manter dentro do meu propósito como empreendedora foi uma forma de inspirar outras pessoas a não largarem seus negócios.

Felizmente o final do ano está sendo mais tranquilo e dentro do planejado. Me sinto agradecida, pois apesar de todos os desafios, estou bem. Nós conseguimos nos manter por causa do apoio das pessoas, que nos veem como algo a mais que apenas uma marca. Para 2021, sei que ainda temos muitos desafios, mas sinto que estamos nos consolidando como empresa e criando boas relações com quem está do outro lado. No ano passado eu trabalhava sozinha e hoje tenho uma equipe ao meu lado. É gratificante perceber a evolução em meio ao caos.”



Priscila Cortez, Sócia e fundadora da Maria Tangerina


quando transformar é preciso

Buscamos histórias inspiradoras que nos fazem acreditar em um mundo melhor.

Obrigado por acreditar que, mesmo com todos os desafios, é possível transformar.

“Se você realmente acredita, uma hora o jogo vira”

Thiago Falchetti Dos Santos, da Fotolux

ler história

“Ser organizada e planejada vale a pena”

Camila Lemos, da Proa

ler história

“Superar o ano de 2020 nos trouxe fortalecimento”

Gustavo Lopes Camargo, da Empório do Celular

ler história

“Tentamos fazer o nosso melhor e os resultados deste esforço nos impulsionam e motivam”