Bem-vindo ao blog do Tiny

4 dicas para aumentar as vendas e crescer em marketplaces

4 dicas para aumentar as vendas e crescer em marketplaces

04.01.2021 por Laika em Marketplace

Conheça algumas razões para anunciar e dicas para crescer em marketplaces.

Para entendermos o que é um marketplace, podemos dizer que é um shopping virtual composto por diversas lojas (vendedores), ou seja, diversos vendedores, com diferentes segmentos de produto, utilizam o mesmo local para vender na internet.

O grande benefício é que esses shoppings virtuais, como por exemplo o Submarino, o Mercado Livre e a Casas Bahia, atraem muito a atenção dos consumidores. Por outro lado, como a oferta é grande, a disputa entre os vendedores é acirrada.

As empresas conseguem anunciar dentro destes canais já conhecidos e que possuem boa reputação, o que pode aumentar as chances de vendas. Contudo, você deve conhecer algumas técnicas para se diferenciar dos concorrentes e aproveitar todo o potencial para crescer no marketplace.

E potencial é o que não falta. A pesquisa da Olist sobre vender em marketplaces mostrou que eles são a principal fonte de renda para mais da metade dos lojistas entrevistados. É uma corrida digital para aumentar as vendas e alcançar mais consumidores. Veja, a seguir, algumas informações e dicas importantes para alcançar esses objetivos.

Razões para investir em marketplaces

Antes de apresentar as dicas para aumentar as vendas, selecionamos alguns dos principais benefícios de anunciar produtos em marketplaces. Assim, você pode analisar e entender se faz sentido para o seu negócio. Se sim, é só escolher o marketplace ideal e começar a vender.

Volume de visitas

Apesar de a comparação com shopping centers ser adequada, é preciso entender a proporção entre o real para o virtual.

Em um shopping físico, é possível receber centenas e até milhares de visitantes diariamente, mas há um limite de espaço físico em cada loja para receber clientes.

Para se ter uma ideia, de acordo com a ABRASCE (Associação Brasileira de Shopping Centers), em 577 shoppings espalhados pelo país, o número de visitas é de 502 milhões mensais, sendo uma média de 952 mil visitas por shopping.

Já no marketplace — shopping virtual —, como não há limitação de acessos, é possível receber um grande número de visitantes sem problemas. Só a B2W, marketplace que engloba as lojas Submarino, Americanas e Shoptime, recebe mais de 2 bilhões de visitas em um ano.

Se considerarmos o volume de visitas um fator determinante para o sucesso de uma loja, o marketplace tem maior potencial que o shopping, afinal, na internet não existem limites físicos.

Praticidade

Ao escolher vender na internet através de um marketplace, o principal ponto ao se tratar de praticidade é não precisar criar uma loja do zero, o que demanda tempo e dinheiro. Em alguns casos, também não é necessário realizar integrações de meios de pagamento e gateways logísticos, pois o próprio marketplace oferece estas soluções.

O lojista apenas precisa cadastrar os produtos no marketplace e começar a vender. Caso utilize um ERP como o Tiny, poderá criar os cadastros e enviar para diversos marketplaces ao mesmo tempo, facilitando seu trabalho.

Reputação

É muito mais fácil para o público comprar um produto quando ele confia no site que deseja adquirir produtos. No marketplace, você anuncia em lojas de grande renome, ou seja, a situação facilita a confiança.

No Submarino, por exemplo, seus livros seriam vendidos na mesma página que os produtos do próprio Submarino e de outras marcas conhecidas. Com isso, aos poucos, leva você a crescer dentro do marketplace.

4 dicas para crescer em marketplaces

Se você entendeu que anunciar em marketplaces faz sentido para o seu negócio, está na hora de aprender algumas dicas para colocar o plano em prática.

1. Capriche nos anúncios

É importante investir em imagens de alta qualidade. Tenha boas fotos, de alta resolução e que mostrem diversos ângulos do produto. Este pode ser um diferencial da sua loja no marketplace ao ser comparado com os concorrentes.

Depois de conseguir o clique, você ainda deve manter o visitante interessado. Portanto, não deixe de caprichar também nas descrições. Ofereça todas as informações relevantes, como opções de personalização, formas de uso, tamanhos, cores, tudo para que o cliente não tenha dúvidas na hora de comprar.

2. Tenha cuidado com o frete

Escolher a forma de entrega é uma das últimas etapas de uma compra online. Conforme o marketplace, é possível configurar uma tabela de frete ou utilizar as formas de envio oferecidas pelo canal de venda.

De qualquer forma, a experiência do cliente não deve ser comprometida ao calcular valores de entrega do produto, pois ele pode desistir da compra se o custo for muito alto. Vale negociar com gateways logísticos e com o próprio canal de venda, a fim de repassar ao cliente fretes mais baratos ou até gratuitos. Ao comparar os produtos no marketplace, muitas vezes o critério de desempate do consumidor é o custo da entrega.

Tenha certeza, também, de oferecer informações apuradas sobre prazos de envio. Ofereça atualizações de status sobre as entregas e informe sempre que um imprevisto ocorrer. Para tanto, mantenha um canal de comunicação funcional com sua transportadora, com os Correios ou com a solução oferecida pelo marketplace.

3. Conquiste reviews positivos

Os reviews deixados pelos clientes são de extrema importância para a sua loja. Eles constroem a sua reputação e fazem com que os próximos visitantes se sintam mais seguros ao efetuar uma compra. Além disso, as plataformas costumam priorizar anúncios com boas avaliações, destacando-os. Nos resultados de buscas, em alguns marketplaces, é possível filtrar por produtos com melhores reviews.

Garanta que seu produto é de qualidade, entrega o que promete e que os prazos sejam cumpridos corretamente. Com o cliente satisfeito com a compra, existe uma grande possibilidade das cinco estrelas chegarem.

4. Pratique preços competitivos

Para crescer em marketplaces, você precisa estar sempre de olho no que seus concorrentes estão fazendo. Um dos principais pontos de atração no marketplace é o preço que o produto está sendo anunciado, portanto, confira se seus preços estão de acordo com o que o mercado está ofertando.

O mesmo vale para quando surgirem promoções ou datas comemorativas. Você precisa fazer com que o usuário clique no seu anúncio para convencê-lo da compra. Esse primeiro clique não acontecerá se o preço estiver muito acima da média.

Conclusão

Você pode sair na frente da concorrência nos marketplaces ao seguir boas práticas na criação dos anúncios. Crescer em marketplaces é possível, mas você precisa se dedicar e cuidar de cada anúncio criado. Preste atenção nas descrições, imagens, preços, fretes e fique de olho na concorrência. Você verá que o potencial do marketplace pode ser uma boa alternativa para o sucesso do seu negócio.