Bem-vindo ao blog do Tiny

Conheça as novidades da versão 3.14 do Tiny ERP

Conheça as novidades da versão 3.14 do Tiny ERP

27.04.2020 por Daniela Borsoi em Nota de versão

A versão 3.14 está no ar, cheia de novidades para sua empresa. Aproveite os novos recursos e otimize sua empresa.

Lançamos a versão 3.14 do Tiny ERP, e com ela recursos para tornar mais simples o dia a dia. Priorizamos funcionalidades que possam tornar sua empresa mais eficiente neste período de Covid-19. No total, foram 27 ideias, com 457 votos de clientes, e 28 melhorias desenvolvidas.

Para que você conheça mais sobre as melhorias, temos um webinar apresentado pelo CEO da Tiny, Rogério Tessari, com mais três especialistas: Marcos Grzeça, do desenvolvimento, Roselle de Matos, do time de análise de negócios e Caio Comerlato, do time de marketing e parcerias.

Agora, vamos para os destaques da versão 3.14:

Multiempresas

O recurso Multiempresas do Tiny pode ser utilizado para gerenciar mais de uma organização dentro do Tiny, de forma simultânea. Assim, o controle de clientes, fornecedores, produtos e estoques de mais de uma empresa ficam centralizados, tornando os processos diários mais simples.

A partir desta versão, sua empresa pode contar com mais um recurso. Passa a ser permitido o envio de pedidos de uma empresa para a outra, desde que estejam corretamente relacionadas no Multiempresas.

Para utilizar, você pode selecionar um ou mais pedidos, clicar em mais ações, e escolher enviar pedidos para outras empresas, ou então através do menu de contexto de cada pedido. Para cada pedido enviado, o Tiny:

  • Faz uma cópia do pedido para a outra empresa;
  • Inclui os marcadores Multiempresa e o login da empresa de destino.

Esta era uma solicitação dos usuários para poder resolver algumas questões, como quando o produto vendido não está em posse da empresa que recebeu o pedido ou então se o estoque não é suficiente para suprir a necessidade de envio.

Multiempresas do Tiny ERP

Importação de apenas um produto do e-commerce

Este é um recurso interessante para quem cadastra um novo produto diretamente na plataforma ou marketplace e quer importar apenas este anúncio para o Tiny.  

A partir desta versão, ao realizar a importação dos produtos, digite o ID do anúncio, MLB, ou código do produto conforme a plataforma, e este será importado para o cadastro de produtos do Tiny.

Com esta nova rotina, o cliente pode cadastrar um produto no canal de venda e importar apenas este para o Tiny, não sendo mais necessário importar todos os produtos que já tinha cadastrado, o que exigiria mais tempo.  

Outra situação que torna esta nova funcionalidade muito útil é quando houverem problemas na importação de um único produto. O lojista pode fazer as correções necessárias e após, importar apenas o produto em questão. 

No momento, este recurso está disponível para as seguintes plataformas e marketplaces:

  • Loja integrada
  • Magento
  • Mercado Livre
  • Olist
  • OpenCart
  • PrestaShop
  • Shopify
  • Tray
  • VTEX
  • XTech
  • WooCommerce
Repeber produtos do e-commerce no Tiny ERP

B2W Fulfillment

Novidade para as empresas que utilizam o B2W Fulfillment para enviar as encomendas para os clientes. Com a versão 3.14, após a autorização das notas fiscais dos pedidos do B2W Fulfillment, o XML é enviado automaticamente para a B2W. É uma forma de otimizar o dia a dia diminuindo os trabalhos manuais.

Agora, o usuário do Tiny ERP não precisa mais ter o trabalho de enviar as notas para a B2W após a emissão. O próprio Tiny se encarrega desta rotina para que as informações fiquem disponíveis no marketplace.

Informações adicionais nos itens do pedido de venda

Nos itens dos pedidos de venda é permitido acrescentar informações adicionais, e estes serão levados para o campo das informações adicionais nas notas fiscais. 

As informações adicionais são exclusivas para cada venda, diferente da descrição complementar, podendo ser consideradas uma personalização. Elas podem ter até 255 caracteres e tem como objetivo destacar algo diferente para a venda em questão. Vejamos dois exemplos:

  1. Uma empresa que vende camisetas personalizadas. Elas podem ser camisetas de times de futebol, em que o cliente pode escolher o nome que será estampado nas costas, ou então camisetas para uniforme, onde você pode escolher o nome que será bordado.
  2. Uma empresa que comercializa banners, onde o cliente pode escolher o layout, com cores, imagens e textos personalizados.

Nos exemplos acima, todas as características únicas de cada venda, como a estampa, o bordado e o layout, são listados nas informações adicionais das propostas comerciais e nos pedidos de venda.

Quem utiliza propostas comerciais, sabe que este campo já estava disponível. Mas para esta versão, criamos um parâmetro nas propostas, para que essa informação adicional seja levada ou não para os pedidos de venda. Ela fica gravada nas informações adicionais da Nota Fiscal e também é exportada para as observações da Ordem de Produção.

Mais dados na lista de pedidos de venda

Para quem vende produtos online, durante o processo de venda pode precisar do identificador específico do pedido no e-commerce ou então do número referente ao pedido no canal de venda.

Ficou mais fácil identificar informações de um pedido de venda. Na listagem dos pedidos de venda dentro do Tiny, na coluna “Nº do pedido”, e também dentro de cada pedido de venda, passam a ser exibidos o identificador do pedido no e-commerce e também o número do pedido no canal de venda.

Por exemplo, se você utiliza um hub e um marketplace, nos pedidos de venda, serão informados o número do identificador do pedido no e-commerce (hub) e o número do pedido no canal de venda (marketplace).

Melhorias em necessidades de compra 

O módulo de Necessidades de Compra indica as coberturas dos estoques de produtos que estão relacionados em vendas ou que atingiram o estoque mínimo. Você pode utilizar as informações das vendas dos últimos meses para calcular as compras futuras de até 3 meses, projetando melhor a cobertura de estoque.

Para esta versão, o módulo passa a considerar as ordens de compra que já estão em andamento nas informações de “entradas previstas”, uma vez que este tipo de ordem já está com seu processo de compra em andamento. 

Até esta versão, o módulo de necessidade de compras considerava apenas as ordens de compra com situação em aberto como previstas. Não considerava as informações de compras em andamento para gerar as informações do relatório. 

Entendemos que, se a compra está em andamento, quer dizer que a ordem de compra já foi criada e enviada para o fornecedor, sendo importante ser considerada.

Formação de Preços e atualização no e-commerce

A formação de preços é uma rotina realizada quando uma empresa recebe as notas fiscais de compra dos produtos e, a partir dos novos preços de custo, atualiza os preços de venda das mercadorias.

Agora, quando o usuário realizar a formação, poderá escolher se já deseja enviar os novos preços para o e-commerce. Para isso, foi inserido um checkbox que deve ser marcado se a empresa deseja atualizar os preços na plataforma. O Tiny solicita para quais plataformas os novos preços devem ser enviados e depois exibe um resumo com as modificações realizadas. Este recurso fica disponível para todas as plataformas que permitem o envio de preços.

Sem este recurso, o trabalho era todo manual. Após dar entrada nas notas fiscais, o usuário realizava a formação de preços. Com isso feito, era preciso encontrar os produtos que necessitam de atualização no cadastro de produtos e enviar as novas informações de preço para o e-commerce. Hoje, tudo é automático, para maior praticidade nesta rotina.

Lançamento de estoque

Incluímos uma configuração alternativa para lançamento de estoques. Nas configurações de lançamento de estoque, agora você pode optar por lançar o estoque dos produtos de forma automática quando um pedido for marcado como enviado no Tiny.

O objetivo desta forma de uso é a retirada do estoque apenas quando a mercadoria realmente sair da empresa. Para quem utiliza reserva de estoques, a reserva permanece até a saída efetiva.

Agora, o lançamento do estoque não precisa ser obrigatoriamente através das Notas Fiscais ou Pedidos de Venda, mas também quando o pedido estiver com o status de enviado, após concluir uma expedição, por exemplo.

Google Shopping

Com o Google Shopping, você consegue criar campanhas para que seus produtos apareçam no topo das pesquisas no Google. O Tiny possui uma ferramenta para Google Shopping, que torna todo o processo de anunciar mais fácil para o seller, que ainda consegue acompanhar os resultados de cada campanha, como cliques e impressões.

Para esta versão, lançamos novos recursos para a ferramenta do Shopping: 

Google Ads: Busca de produto por SKU 

Agora é possível buscar os produtos por título e SKU nos detalhes de cada campanha. A visualização, que anteriormente era apenas por ordem alfabética, dificultava para empresa que tinham muitos produtos cadastrados.

Com o filtro por SKU, o usuário consegue acompanhar o desempenho da campanha de um produto específico, facilitando as análises.

Google Ads: Integração com Magento

Fica disponibilizada a integração do Google ADS de forma manual para quem utiliza a plataforma Magento. Se você utiliza esta plataforma, já pode utilizar o Tiny para criar as campanhas de Google Shopping e alavancar as vendas online. 

Gerenciamento de preços dos anúncios

Foi disponibilizada uma ferramenta que gerencia os preços de anúncios do Google Shopping de forma individualizada, permitindo a edição destes valores em um formato simplificado e enviando o valor atualizado para o e-commerce ao salvar a edição.

Antes desta versão, era necessário editar os preços dos anúncios para depois enviar para o e-commerce de forma manual. Agora, este processo ficou mais rápido, pois o novo preço é enviado para o e-commerce de forma automática. É só marcar um checkbox. A edição pode ser feita em Menu > Produtos > Mais ações > Gerenciar preço.

Pedido de venda

Criamos um parâmetro para que não seja possível salvar pedidos sem forma de pagamento e parcelamento. Para isso, a configuração pode ser feita em Menu > Configurações > Vendas > Configurações dos pedidos de venda > Bloquear emissão de pedidos de venda sem forma de recebimento e condições de pagamento.

Esta era uma demanda dos usuários, principalmente para lojas físicas, já que após emitir uma nota fiscal, não é mais possível alterar informações sobre a forma de recebimento. Vamos analisar uma situação: 

Uma empresa vendeu produtos para um cliente, mas no momento, ele não sabia como iria pagar. Um funcionário incluiu o pedido de venda sem a informação de recebimento e acabou autorizando a nota fiscal deste pedido. Agora, quando o cliente decidir como irá pagar pela compra, será necessário incluir manualmente estas informações no contas a receber, perdendo o vínculo entre o pedido e a futura conta. 

Com a nova possibilidade de configuração, a empresa vai poder optar se deseja liberar, ou não, os pedidos de venda sem forma de recebimento informada.

Limite de crédito

A partir desta versão, para cada uma das formas de recebimento, você pode optar se elas serão consideradas ou não na validação do limite de crédito. Este é um recurso que pode ser bastante utilizado por lojas físicas, principalmente para quem vende no crediário, com risco de inadimplência. 

Exemplo: 

  • Escolhi que a forma de recebimento débito não possui limite de crédito configurado no Tiny; 
  • Um determinado cliente possui R$ 1.000,00 de limite para compra em minha loja. Destes, já utilizou R$ 900,00 no crediário;
  • Se em uma nova venda para este cliente, ele escolher pagar no débito, o limite não será considerado, mesmo se já tiver excedido o limite com outras formas de pagamento. 

Boletos

Lançamos uma novidade para as empresas que utilizam boleto bancário. Não é mais preciso ter uma impressora PDF para conseguir salvar os boletos neste formato a partir do Tiny. 

Agora, além de compartilhar por e-mail e WhatsApp, você pode salvar os boletos em formato PDF no seu computador e até mesmo no smartphone, de forma rápida. 

Listagem do cadastro de produtos

Ficou mais fácil visualizar as informações dos produtos na tela de cadastros. Criamos novas opções de colunas para serem exibidas, e agora você pode ver os campos: marca, custo, código do fabricante, localização e ncm na ordem que quiser, sem precisar clicar nos produtos cadastrados para visualizar estas informações.

CPF do cliente nas vendas

Quem já ouviu a frase: “Quer incluir o CPF na Nota?”

Além de auxiliar no combate a sonegação de impostos, incluir o CPF nas notas fiscais do consumidor oferece vantagens para quem está comprando, que variam conforme o estado.

Pensando nisso, liberamos a inclusão das vendas com possibilidade de informar o CPF do seu cliente sem precisar cadastrar um novo contato. 

A venda continua sendo direcionada para um consumidor final, mas é possível informar o documento na hora da venda. Ao informar o CPF, o cadastro padrão para consumidor fiscal não será alterado.Este recurso fica disponível para vendas, PDV e Notas Fiscais do Consumidor (NFC-e).

Gostou da versão 3.14 do Tiny ERP? Todos os meses lançamos novos recursos para que sua empresa fique sempre organizada através de rotinas.