Bem-vindo ao blog do Tiny

7 tipos de notas fiscais eletrônicas e como fazer emissão

7 tipos de notas fiscais eletrônicas e como fazer emissão

29.03.2019 por Daniela Borsoi em Fiscal e Tributação

As notas fiscais eletrônicas permitem maior facilidade na hora da compra e venda. Conheça 7 tipos de notas fiscais e onde pode emitir.

O aumento da comercialização online e física fez com que os blocos de notas fiscais parassem de ser utilizados para comprovação fiscal. E isso já faz alguns anos. O sistema atual é totalmente digital, com nota fiscal eletrônica, o que garante maior segurança para o comprador e para quem está vendendo.

E para organizar, foram criados alguns tipos de notas fiscais, o que evita sonegação de impostos e facilita a fiscalização, além de eliminar gastos com papel e armazenamento físico.

Benefícios da Nota Fiscal Eletrônica

Emitir notas fiscais pode trazer diversos benefícios para o empreendedor e sua empresa, além de evitar problemas com a Receita Federal. Confira a seguir algumas das vantagens dessa prática.

Automação e redução de erros

É possível fazer com que suas notas fiscais sejam emitidas e preenchidas de maneira automática com um sistema ERP, assim, essa atividade acaba tomando menos tempo dos processos da empresa.

Por ser um processo automatizado, são mínimas as incidências de erros humanos, sendo ainda possível estabelecer padrões de preenchimento para facilitar ainda mais a emissão de notas fiscais.

Veja como é fácil emitir notas fiscais ao utilizar o Tiny ERP:

Maior controle organizacional

Guardar e organizar diversas notas fiscais físicas pode resultar em um situação bastante complicada. Com um sistema online, as notas são salvas nos sistemas e organizadas automaticamente, permitindo que você encontre o documento necessário rapidamente e sem ocupar espaço físico na sua empresa.

Rapidez na emissão

A automação permite que os processos de emissão de notas fiscais seja mais rápido. Em especial no e-commerce, este processo rápido garante o envio da mercadoria em menor tempo, o que pode melhorar a experiência de compra dos clientes.

7 tipos de notas fiscais eletrônicas no Tiny ERP

Com o Tiny, é possível emitir 7 tipos de notas fiscais eletrônicas. Se sua empresa utilizar o certificado A1 instalado em nossos servidores, a emissão das notas pode ser feita em qualquer lugar.

1) Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

A nota fiscal eletrônica é emitida e armazenada de forma digital e foi adotada em 2007. Envolve a transação de produtos e mercadorias, sendo estes bens tangíveis e físicos. Através desta nota, são realizadas as cobrança de IPI e ICMS.

A emissão é realizada junto à SEFAZ de cada estado e pode ser feito via ERP. A nota fiscal eletrônica gera o XML e a  Danfe (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica), e através da chave de acesso o cliente consegue consultar a nota fiscal eletrônica através do Portal da Nota Fiscal Eletrônica.

Para emitir uma Nota Fiscal Eletrônica, é necessário apresentar um certificado digital. Quando uma empresa utiliza um software próprio para a emissão, as notas emitidas e lançadas ficam armazenadas no sistema e podem ser acessadas sempre que o usuário necessitar.

2) Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e)

A nota fiscal do consumidor eletrônica é utilizada para venda de produtos e mercadorias, foi criada para substituir o cupom fiscal para comércio e varejo, com transmissão direta com a SEFAZ a cada venda. A Danfe contém chave de acesso e QR Code, além de informações sobre o estabelecimento e detalhamento da compra realizada.

É um documento que apresenta de maneira resumida todas as informações encontradas em uma NFCe. Além disso, nela também é possível criar uma chave de acesso para conseguir acessar o documento on-line.

Diferentemente da Nota Fiscal Eletrônica, a NFC mostra apenas as vendas ao consumidor final, enquanto que o modelo anterior é mais abrangente, datando outras situações, compras e vendas.

3) Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e)

Destinada a prestação de serviços, para empresas ou pessoa física, substituindo a declaração de serviço. Este tipo de nota fiscal é transmitido para a prefeitura correspondente ao município da empresa prestadora do serviço, a qual está vinculado por meio do Recibo Provisório de Serviço (RPS). A nota fiscal de serviço está relacionada a cobrança de ISS (Imposto Sobre Serviços).

Antes, esse tipo de nota fiscal era emitido no papel, o que gerava custos em papelaria e perda de tempo para as empresas, ao mesmo tempo que ficava sujeito a erros da Prefeitura ou na própria emissão do documento.

Agora, ela pode ser feita totalmente online, permitindo que as informações sobre a prestação de serviços sejam devidamente documentadas, evitando assim problemas fiscais e organizando o negócio.

4) Nota Fiscal Complementar

Utilizada para acrescentar dados e valores a uma nota fiscal que já foi emitida. É possível utilizar a nota fiscal complementar quando no documento fiscal original for registrada uma quantidade de mercadoria ou valor inferior ao da operação. Na nota fiscal complementar, ficarão as diferenças informadas.

Para emitir esse tipo de nota, é necessário destacar o valor da tributação, bem como inserir todas as informações necessárias sobre a mercadoria no documento. O CFOP precisa continuar com o da nota anterior para que seja válido.

Também é importante lembrar que ela é utilizada como um complemento, e não como uma Nota Fiscal propriamente dita, ou seja, ela não pode ser utilizada para subtrair algum valor. Para esse fim, é necessário utilizar outros tipos de documentos.

5) Nota fiscal de devolução

Esta nota fiscal tem como objetivo anular operações realizadas anteriormente, inclusive se tratando de impostos. Ela deve ser emitida conforme orientação contábil. É possível incluir notas fiscais de devolução para compra e de venda.

A nota de devolução de compra é feita quando a empresa está devolvendo uma compra para o fornecedor, visto que os produtos da nota vão sair do estoque da empresa.

A nota de devolução de venda é feita quando o cliente está devolvendo uma mercadoria, visto que os produtos da nota vão entrar no estoque da empresa.

6) Nota Fiscal de Importação

A Nota fiscal de importação deve ser emitida pelo importador e é utilizada quando são adquiridas mercadorias do exterior. Ela é necessária para que a mercadoria importada seja nacionalizada e para que possa fazer parte do estoque da empresa. Esta nota deve ser emitida com os dados contidos na Declaração de Importação (DI).

7) Nota Fiscal de Exportação

A nota fiscal de exportação é destinada ao envio de mercadorias para o exterior.

Como emitir nota fiscal eletrônica no Tiny ERP

Emitir notas fiscais pode ser um processo simples se você utilizar as ferramentas certas. O Tiny ERP é um software que faz a emissão de diversos tipos de notas fiscais de forma otimizada, com poucos cliques.

Antes de emitir as notas fiscais no Tiny, você precisa:

  • configurar as naturezas de operação conforme orientação de um contador;
  • ter um certificado digital instalado (A1 ou A3). É preciso que a empresa tenha um certificado digital, para autenticar as notas fiscais. Para fazer isso, é necessário escolher uma Autoridade Certificadora. Por meio dela é possível solicitar a criação do seu certificado digital, bem como informar os custos e os documentos necessários.

O preenchimento de algumas notas, como as NF-e para pedidos importados do e-commerce, é automático. Sendo assim, não é necessário preencher manualmente todos os dados.

A emissão das notas fiscais no Tiny é realizada em Menu → Vendas → Notas Fiscais. Selecione as notas que deseja emitir e clique em Autorizar selecionadas. Caso precise emitir apenas uma nota, clique no menu de contexto da nota escolhida e selecione Autorizar no Sefaz.

Emissão de notas fiscais no Tiny ERP
Emissão de notas fiscais no Tiny ERP

Agora que você já conhece os tipos de notas fiscais e sabe como emiti-la, confira também nosso artigo sobre a Nota Fiscal 4.0 e fique por dentro das principais mudanças que ela traz.